Páginas

Ontem e hoje


Noite passada eu quase não dormi. Eu venho trocando os dias pelas noites em um impulso de sentir paz em estar comigo mesma e poder organizar os meus pensamentos. Com o tempo ficou cada vez mais difícil me sentir à vontade em me expressar, seja pra alguém ou escrevendo pra ninguém em especial. Eu notei que venho desprezando as pessoas a minha volta, mas, sobretudo, venho desprezando a mim mesma; diminuindo a importância dos meus próprios sentimentos e assumindo a posição do personagem que eu criei. 

Tem dias que eu me sinto nublada e tem dias que me sinto uma tarde de outono: cheia de tons mas ninguém em especial pra me admirar. 
Tem dias em que eu me sinto incomodada em vestir a minha própria pele, simplesmente por não me sentir boa o suficiente. Algumas tardes são mais fáceis, mas eu sempre caio nas minhas próprias armadilhas e acredito no que as pessoas não têm coragem de me dizer. 

Eu vivo me auto sabotando, e mesmo vivendo no fim do arco íris, eu ainda não encontrei o meu pote de ouro. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por vir aqui! Sinta-se abraçado/apertado/esmagado ♡